30/08/2019

Geração solar cresce 86,6% durante o primeiro semestre, afirma CCEE

A geração de grandes usinas de energia solar no Brasil cresceu 86,6% no primeiro semestre de 2019, apontam dados consolidados no boletim InfoMercado Mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). A produção foi de 485 MW médios em comparação aos 260 MW médios entregues ao Sistema Interligado Nacional – SIN no mesmo período do ano passado.

Segundo o levantamento, houve crescimento vertiginoso em alguns estados. A Bahia aumentou assim sua produção em 88%, ao sair de 92 MW médios nos seis primeiros messes de 2018 para a atual produção de 173 MW médios – sendo o estado com a maior produção de energia solar do país. No Sudeste, Minas Gerais por exemplo subiu 94,9% a sua representatividade na fonte e, São Paulo, 131%. Ceará, Paraíba e Tocantins começaram a produzir energia solar em 2019.

País dobra capacidade instalada de geração

Quanto a potência instalada, a CCEE conta atualmente com 86 usinas de energia solar fotovoltaica em 2019 em operação comercial. Assim, representando acréscimo de 56,4% ante às 55 usinas existentes no primeiro semestre de 2018. Alguns estados também se destacam em relação ao aumento da capacidade instalada. Por exemplo, o Ceará salta de 1MW em 2018 para 214 MW e a Paraíba de 27MW para 214 MW.

O maior produtor de energia solar do semestre, a Bahia, também ampliou a sua capacidade, de 444 MW para 652 MW, crescendo assim em 46,9%. Destaca-se também Pernambuco, com aumento de 290%, Minas Gerais com 62,2% e São Paulo com 45,7%.

Segundo informações de Canal Energia