É na crise que as oportunidades aparecem!

Confira o que algumas empresas e profissionais estão fazendo para inovar

O atual cenário, devido crise do Covid-19, está fazendo com que as empresas e profissionais tenham que se adaptar, realizando mudanças e inovando para continuarem em operação. Para isso, muitas estão aproveitando e explorando seus pontos fortes no mercado, mudando sua maneira de atuação e criando novos produtos e serviços para atender necessidades que surgiram com a pandemia e isolamento social.

Empresas e profissionais que se mostram ágeis, flexíveis e criativos na busca por soluções estão conseguindo superar a crise e permanecer no mercado.  Que tal conhecer o que algumas pessoas e empresas estão fazendo? Selecionamos algumas ações e ideias inovadoras para lhe inspirar! Confira:

1 – Denny’s – cadeia americana de lanchonetes

A cadeia americana de lanchonetes diversificou suas formas de atendimento: está oferecendo entrega grátis, entrega de pedidos na calçada e começou a vender kits de refeições para fazer em casa com ingredientes e receitas simples. Além disso, está colaborando com o comércio de mais de 30 locais no Oregon e na Califórnia, pois os clientes podem encomendar nas suas lojas uma variedade de itens de supermercado abaixo de US$ 10 para retirada, ajudando assim moradores e mercearias.

Veja a matéria completa: Forbes

2 – The SnapBar – Fornecedores de soluções para eventos

A empresa com sede em Seattle trabalha com soluções criativas para eventos presenciais e virtuais, como aluguel de cabines fotográfica e estações de selfie. Com o corona vírus, para manter a receita e a equipe empregada, ajudar outras empresas em dificuldades e aprimorar habilidades, se reinventaram rapidamente e de maneira colaborativa, envolvendo empresas e produtores locais.

Lançaram um projeto chamado Keep Your City Smiling (Mantenha sua cidade sorrindo), que vende caixas de presente com produtos de alta qualidade, provenientes de pequenas empresas locais em cada cidade em que operam. O site incentiva os consumidores a comprar as caixas para si mesmos, seus entes queridos ou seus funcionários. Também ofereceu uma caixa de presente de assistência médica que os indivíduos puderam enviar para os profissionais da saúde. Veja a matéria completa: Forbes

3 – Firas Alsabbgh – Barbeiro em domicílio

O empresário Firas Alsabbgh, 36, Refugiado da Síria, veio para cá construir uma nova história. Mora no Brasil há cinco anos e é dono das três unidades da Barbearia Firas. Com o isolamento social, as barbearias foram obrigadas a fechar, porém a demanda do serviço continuou existindo, afinal, deixar o cabelo crescer não é uma opção para algumas pessoas. Pensando nisso, ele criou o conceito de “barbearia delivery” e atende na casa do cliente. Para ajudar seus 14 funcionários a manter alguma renda durante a crise, o barbeiro sempre pergunta ao cliente se eles têm preferência por algum funcionário específico.

Veja a matéria completa: Correio Braziliense

4 – Aline França – Assistência virtual para mamães

O cuidado com a mulher durante o período pós-parto é essencial para a sua saúde. Esse é o trabalho de Aline França, 36 anos, doula pelo Instituto Mulheres Empoderadas de São Paulo. Aline está grávida; por isso, para proteger tanto as clientes quanto a si mesma do covid-19, optou por seguir a recomendação de isolamento e os atendimentos, que antes eram domiciliares e presenciais, passaram a ser on-line.O método virtual possibilitou que mulheres de todo o mundo pratiquem os métodos terapêuticos ensinada por ela. As novas inscritas são da Itália, da Inglaterra, do Canadá e de outras cidades brasileiras, além de Brasília, onde a doula ensinava presencialmente.

Veja a matéria completa: Correio Braziliense

5 – Naomi Teixeira – Fotógrafa

A fotógrafa de 26 anos, veterana do Centro Universitário Iesb, registra eventos familiares. Estava com agenda cheia de serviços quando recebeu a notícia da suspensão da realização de eventos. Sem poder trabalhar, percebeu que precisava se reinventar.

Além do produto final e registro de eventos, Naomi Teixeira sempre acreditou que a fotografia traduzia o seu olhar e a sua visão de mundo. Pensando nesse conceito, teve a ideia de produzir oficinas de fotografia com uma proposta mais poética e artística sobre a prática de fotografar.
Veja a matéria completa: Correio Braziliense

6 – Fintech Cora – Banco digital

Com projeto de ser um banco digital para pequenas e médias empresas, a empresa precisou se reinventar completamente. Em poucos dias criou um novo negócio, o “Compre dos Pequenos”. É uma plataforma em que consumidores podem comprar vouchers de produtos e serviços de pequenos negócios, para serem usados depois do fim da pandemia. Com a antecipação de receitas, os empreendedores podem manter pagamentos fixos, como salários de funcionários, aluguel e contas. A Cora também passará a produzir e a distribuir conteúdo online para essas empresas.

Veja a matéria completa:  Exame

7 – TempoTem – Plataforma digital de pequenos seviços

A empresa digital de serviços automotivos e residenciais precisou se reinventar. Ela oferecia a ponte entre clientes e prestadores de serviços como chaveiro, elétrica, hidráulica e instalações, mas percebeu um aumento nas buscas por higienização. Conversando com empresas parceiras de dedetização, perceberam que poderiam oferecer o serviço de limpeza dos ambientes com produtos capazes de matar o coronavírus para comércios essenciais, como mercados e farmácias, e também espaços com grande fluxo de pessoas, como condomínios.

Veja a matéria completa: Exame

8 – Magazine Luiza – Loja de departamento

A loja lançou uma plataforma digital gratuita denominada de Parceiro Magalu. A plataforma digital de vendas visa ajudar autônomos, micro e pequenos varejistas a continuarem a vender mesmo durante a crise. Tendo acesso aos 20 milhões de clientes do Magazine Luiza, os pequenos comerciantes podem oferecer seus produtos tanto no site, como no aplicativo da companhia.

Fonte: https://www.parceiromagalu.com.br/

Ideias inspiradoras não é mesmo?

Estes foram alguns exemplos de que com muita criatividade, agilidade e força de vontade podemos nos reinventar e desenvolver novos negócios ou formas de oferecer produtos e serviços em momentos incertos como este que estamos passando agora.