20/12/2019

Crescimento de IoT cria oportunidades para empresas e profissionais

De acordo com especialistas, o caminho de oportunidades do Mercado brasileiro de Internet das Coisas começou a ser pavimentado

Os números impressionam. Até 2020, cerca de 25 bilhões de equipamentos tendem a estar integrados a sistemas inteligentes em todo o mundo. Isso, num volume de 50 trilhões (sim, trilhões!) de gigabytes (GB) de dados. A expectativa é que a internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) movimente cerca de US$ 19 trilhões até a próxima década, conforme previsão da Cisco – desse montante, a América Latina abocanhará US$ 860 bilhões, e o Brasil será responsável por US$ 352 bilhões. O potencial da tecnologia é gigantesco e as oportunidades para carreira, negócios e empreendedorismo, inúmeras.

Avanço da tecnologia IoT no Brasil

Enquanto o mundo avança na aplicação de IoT em setores variados, incluindo saúde, agronegócio e logística, o Brasil caminha a passos mais lentos. Mas nem por isso está parado. Neste ano, o país aprovou o Plano Nacional de Internet das Coisas. A tendência é que os projetos com uso da tecnologia ganhem mais fôlego a partir de agora. Por enquanto, o mercado nacional de IoT tem crescido a uma taxa anual de 20% e o avanço de dois dígitos deve ser mantido pelos próximos cinco anos. Nada que possa ser desprezado. Muito pelo contrário.

Em 2019, o ecossistema brasileiro de IoT como um todo (que vai desde os sensores até a apuração e tratamento dos dados coletados) deve movimentar ao redor de US$ 9 bilhões, segundo a estimativa mais recente da IDC Brasil. “É um conjunto de tecnologias e soluções com índice de crescimento muito expressivo porque é algo que as empresas conseguem gerar um retorno muito positivo num tempo curto”, analisa Pietro Delai, responsável pelo mercado de cloud e software para América Latina da IDC.

Segundo informações de Computer World